VAI VIAJAR? VEJA DICAS DE HOSPEDAGEM PARA ANIMAIS

Vai aproveitar um feriado prolongado ou viajar em suas férias? Nada como descansar e passear bastante, para voltar para casa renovado, não é? Porém, antes de arrumar as malas, é preciso pensar no seu pet e escolher uma hospedagem para animais.

Afinal, seja a viagem de apenas dois dias ou de um mês, os bichinhos de estimação vão precisar de cuidado, amor e atenção. Dessa forma, você vai precisar decidir com quem o seu pet irá ficar enquanto você passeia. w

Já havia pensado nisso? Se está cheio de dúvidas de como proceder, confira dicas de hospedagem para animais e escolha qual a melhor solução para você e seu bichinho! 

Casa de parentes ou amigos como hospedagem para animais

Quem mora perto de algum parente ou amigo, pode ter como opção de hospedagem para animais a casa dele. Para isso, além da pessoa ter afinidade com o seu pet e gostar dele, é preciso ter um espaço adequado para recebê-lo.

A pessoa que vai cuidar de seu pet deve ter espaço, além de ter a casa bem fechada, para evitar que ele fuja. Outro ponto importante, nesse caso, é saber se o pet e a pessoa têm um bom relacionamento. 

Isso é essencial para que você evite acidentes. Afinal, seu animalzinho pode estranhar o local ou a pessoa e acabar mordendo ou até tentando fugir.

No caso de gatinhos, é essencial que a pessoa tenha uma casa bem fechada e telada, para evitar fugas. Afinal, gatos são muito espertos e escapam por qualquer ventarola.

Além disso, é preciso que exista um espaço adequado para que o bichano fique separado de outros animais que morem no local. Assim, ele ficará em paz e longe de brigas.

Por fim, se você tiver um pet exótico, terá que levá-lo no viveiro. Avalie para saber se isso é possível e se o amigo ou parente está pronto para cuidar do seu animal. Lembre-se de que ele necessita de cuidados especiais, por isso, a pessoa deve estar pronta para oferecê-los. 

Babá para animais de estimação

A melhor hospedagem para animais pode ser a sua própria casa! Transportar um animal exótico para a casa de alguém ou até mesmo para um hotel, pode não ser muito simples. O risco de fuga e o estresse do transporte podem colocar em risco a saúde do seu animal de estimação. 

Muitas vezes, os gatinhos também sofrem com a mudança e, em alguns casos, deixá-los em casa pode ser a melhor opção. Se você tem um cachorrinho e vai fazer uma viagem curta, de dois ou três dias, uma babá também pode ser uma boa opção. 

A pessoa vai à sua casa, pelo menos duas vezes ao dia, para cuidar do bichinho. Além de trocar água, dar a alimentação e limpar o local, é possível pedir para que o responsável passeie com os cães e brinque com eles. 

Há profissionais que trabalham cuidando de pets, na casa do tutor, enquanto a pessoa está fora. Você pode também pedir que um amigo faça isso, desde que ele esteja apto a cuidar, da melhor forma, do seu bichinho. 

Hotel para animais de estimação

Nesse caso, você leva o seu bichinho, que ficará hospedado e receberá todo o cuidado necessário, enquanto você estiver fora. Se for a primeira vez que ele vá ficar no local e se o seu pet for um cão, é indicado levá-lo antes  até lá, para que ele conheça as pessoas e o ambiente.

Volte com o peludo, pelo menos umas duas vezes ao hotel, para que ele se sinta menos inseguro quando for ficar hospedado. Animais exóticos e gatos devem ser levados apenas no dia. 

Há também pessoas que fazem hotel em casa, ou seja, recebem o pet em seu próprio lar. Pode ser uma boa opção, desde que você tenha referências do cuidador. Certifique-se de que o local é seguro e de que a pessoa está pronta para cuidar bem do peludo. 

Dicas para garantir a segurança e o bem-estar do bichinho

Seja qual for a sua escolha de hospedagem para animais, alguns cuidados são importantes para garantir que o animal de estimação ficará bem. Dentre eles, é importante que você:

  • Deixar o alimento que ele está acostumado a comer;

  • Informar, por escrito, a quantidade e horário da alimentação do animal;

  • Relatar caso o bichinho precise receber uma medicação diária. Não se esqueça de deixar o remédio e todas as informações sobre ele;

  • Separar caminhas, cobertores, entre outros, para que ele use enquanto você está fora;

  • Disponibilizar os petiscos favoritos;

  • Deixar o seu telefone de contato, para que a pessoa responsável possa ligar, caso precise;

  • Anotar o número do Médico-Veterinário que costuma cuidar do pet, para o caso de alguma emergência.

Gostou? Agora é só escolher a melhor hospedagem para animais e arrumar as malas. Você também pode levar o cachorrinho para viajar com você. O que acha? Veja dicas de como usar o cinto de segurança.

 

 

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *