4 sinais de que a distribuidora precisa de gestão financeira3 min read

Tempo de leitura: 3 minutos

Como está a vida financeira da sua distribuidora de produtos animais? Você tem uma real noção do que fatura mensalmente, possui previsão de gastos e de lucros? Tudo isso é essencial para manter a saúde dos negócios, ou seja, é necessário focar na gestão financeira.

Seja a sua distribuidora pequena, grande ou média, ter uma noção real dos pagamentos a serem feitos, da lista de clientes inadimplentes, entre outros, é preciso. Como você lida com isso em sua empresa?

Confira alguns indícios de que a sua distribuidora precisa de uma boa gestão financeira!

1 Muito papel e poucos dados? Foque na gestão financeira

Se você arquiva tudo em papel e sempre que precisa de um dado qualquer passa horas procurando, pode ser sinal de que precisa de gestão financeira. Atualmente, existem softwares simples de serem usados, baratos e que fornecem diversos dados rapidamente.

Neles, é possível ter uma ideia real do dinheiro que entra e sai. Além disso, terá como fazer uma previsão de lucros e até avaliar clientes inadimplentes.

Automatizar o setor de finanças também ajudará a evitar que você ou sua equipe gastem tempo procurando informações financeiras, assim como acontece quando o sistema é manual.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

2 Não tem uma previsão de contas a pagar

Caso a sua distribuidora não tenha uma previsão de contas a pagar e a receber, é hora de melhorar a gestão financeira. Afinal, para poder programar os gastos é preciso saber tudo o que há aberto. Desde o pagamento de pessoal, até o de impostos.

Além disso, ter um bom controle evita o pagamento de contas em atraso, que geram multas e podem prejudicar a vida financeira da empresa.

3 Inadimplência de clientes

Quando tudo o que acontece na distribuidora é documentado, é possível ter uma melhor visão do seu relacionamento com os clientes. Dessa forma, o responsável pelo setor tem como identificar se algum deles está com pagamento atrasado e qual o valor.

Assim, pode entrar em contato com o parceiro devedor, para conversar e encontrar uma solução. Muitas vezes, um novo boleto, com mais uns dias de prazo, pode ser suficiente para que o dono de um pet shop, por exemplo, pague a dívida.

Com os dados em mãos, é possível trabalhar para que as dívidas dos clientes não se acumulem e acabem a afetando o andamento da distribuidora. Caso a sua distribuidora não tenha um bom controle de clientes inadimplentes, é porque há algum problema com a gestão financeira. Fique atento!

4 Conhecimento centralizado

Quantas pessoas trabalham na distribuidora? Muitas vezes, quando a empreendimento não é muito grande, há vários funcionários, porém apenas um cuida da parte financeira. Quando tudo ainda é feito em papel ou com planilhas soltas no computador, a chance é grande de o conhecimento do que acontece na empresa ficar centralizado neste colaborador.

No dia a dia isso pode não parecer um problema, mas quando ele tira férias, a confusão passa a ser grande. Afinal, só ele sabe dos boletos e pagamentos que devem ser feitos. Isso acontece em sua distribuidora?  

Caso a resposta seja sim, é hora de investir em gestão financeira e informatizar. Se todos os dados forem compilados em um software apropriado, o próprio gestor poderá acompanhar tudo, em tempo real. Dessa forma, terá uma visão mais clara do que acontece e não terá dificuldade em resolver um problema, caso o colaborador não vá trabalhar.

E você está em dia com a gestão financeira da sua distribuidora? E a gestão de estoque? Como funciona? Veja dicas do que fazer para deixá-la ainda melhor!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *